25 setembro 2007

Presidente do Irao visita EUA...

Esta manhã, mal entrei no autocarro, o assunto do motorista era apenas um: a visita do presidente do Irão aos EUA para fazer uma comunicação na Universidade Columbia. A polémica foi-se alastrando ao longo do dia. Agora, nos programas da noite ouve-se defenderem que o financiamento publico a esta universidade devia ser retirado. Dizem estes "opinion makers" que não estão disposto a pagar impostos para sustentar palestras deste senhor.

Apesar da Universidade ser privada, recebe uma grande quantia de dinheiro do estado. Assim, vem defender que deve deixar de ser patrocinada. Levanta-se a polémica se a liberdade académica tem ou não limites. Um dos manifestantes tinha um cartaz que dizia "Freedom is not Free".

Não podemos esquecer que estamos a falr do homem que defendeu o fim de Israel e o fim dos EUA. O próprio representante das comunidades muculmanas veio dizer que foi um erro grave por parte da UC. Defende ele, que este tipo de pessoas a falar em nome da religiao muculmana so contribui para uma má imagem dos muculmanos. Segundo este representante, tambem a familia dele viu-se obrigada a mudar de pais no passado, para fugir deste tipo de regimes...

12 comentários:

Anónimo disse...

Eu considero isso uma provocação de um homem que não tem escrupulos, e não olha a meios para chegar ao seus objectivos.

visitem o meu blog:
wwwbragablog.blogspot.com

koolricky disse...

Muito bem, mas quem sao os Americanos para falar de excrupulos?

Francisco Rodrigues disse...

Aquilo é que foi uma troca de galhardetes lá na conferência.

NA disse...

O presidente da universidade no fim foi mto duro nas perguntas. Disse ao gajo q ele estava a dar uma mto ma imagem do que sao os iranianos.

O problema e q o gajo esta para ir a eleicoes e quer dar a imagem de um representante de Ala na terra... :P

Ricardo, os americanos tem muitos defeitos e o esta guerra no iraque e prova disso, mas nunca enforcaram ninguem em praca publica por ser homossexual. O problema no irao e que ele faz mal ao proprio povo...

Cristóvão disse...

Então foi por isso q ele disse q no irão n havia homosexuais!!
Mas olha q os americanos bem podem criticar o presidente do irão, ele e o bush parecem gemeos! O papá bush deve ter feito das suas pelas arabias :-p
Dizes q no irão o presidente faz mal aos seus, o problema é q ha uma grande quantidade de paises q fazem o mesmo e os americanos so s interessam pelos q têm petroleo.

koolricky disse...

Nuno, não me venhas com coisas. Se sabes da história Americana actual, saberás que a filha do Vice-presidente (Dick Cheeney) era lésbica, e que por isso Bush o teve que dispensar. Isto porque uma das políticas dos Republicanos é não permitir a legalização da homossexualidade.
O Irão poderá ser o poço do fundamentalismo árabe mas os EUA são, mais do que o Vaticano, o poço do fundamentalismo pseudo-cristão. Aliás, diz-me um sítio no mundo (que não nos EUA) onde se ensine, na escola primária, o creacionismo. Se quiseres tenho histórias muito divertidas (e tristes) de um fornecedor do estado do Nevada que "requesitou" ao Institute for Evolutionary Biology da Universidade de Edimburgo de não desenvolver estudos que suportassem o evolucionismo. Isto num postal de natal...

NA disse...

Nao quero, nem serei defensor dos Estados Unidos. Mas a historia do creacionismo e so em alguns estados, apesar do Bush ser um defensor do creacionismo... Mas pronto a inteligencia dele ja e outro nivel...

Mas nao podemos comparar os dois paises, no irao, tb nao ensinam o creacionismo e nao se limitam a proibir a homosexualidade, matam os miudos em praca publica. Para nao falar do papel da mulher na sociedade.

Na continuacao da historia da filha do Dick, um senador tb veio agora dizer que a filha dele e lesbica... Para evitar xatisses futuras...

Francisco Rodrigues disse...

No Irão as mulheres casam com 9 anos e, se forem violadas, são acusadas de adultério, logo, são apedrejadas até à morte.

Catarina Lopes disse...

Aqui está uma imagem que deveria fazer falar muita gente, mas que a maioria prefere ignorar...
http://avenidacentral.blogspot.com/2007/06/repugnante.html

koolricky disse...

OK, estive a ler o que escrevi e que fique bem claro que eu acho que o Irão é um país onde vários direitos básicos são violados. O que quis dizer é que, no fundo no fundo, o Irão e os EUA são dois países fundamentalistas.
Catarina, o link não funciona...

Francisco Rodrigues disse...

O link que a Catarina se estava a referir seria este, penso eu.

NA disse...

koolrick, sem duvida nenhuma. Diferentes fundamentalismos mas fundamentalistas a 100%.