21 junho 2007

Doença Genética

Ontem foi dia de consulta médica, daquelas normais, chamadas “consultas de rotina”. Somos pesados, auscultados, mostramos a língua, os dentes e a garganta para serem examinados e as análises feitas à uns mesitos atrás. Ainda nesta fase da consulta, em que nos verificam os sistemas, chega a altura de medir a tensão... O médico faz uma cara um pouco estranha, que me deixa apreensivo, e enquanto procura as análises ao sangue atira-me uma pergunta:
- Há alguma coisa que te deixe nervoso ultimamente?
- Não! – respondi eu ainda meio inquieto pela cara e estranheza da pergunta.
Segui-se um silêncio...
Já com os exames abertos e depois de uma rápida olhadela por eles apenas dispara:
- Confirma-se!
- O quê senhor doutor?
- Tem uma espécie de doença...
- E é grave? – interrompi eu
- Não! E no seu caso é genético!
- Genético?
- Sim. O seu pai tem o mesmo síndroma!
- Excesso de açúcar no sangue, certo? – era a única doença que conhecia no meu pai...
- Não...
- Não!? Então?
- Tem algo em excesso no sangue e não é açúcar! É a paixão por um símbolo, por um clube...
- Pelo Braga...
- Certo! Está presente no sangue, nasceu consigo e interfere-lhe com o sistema nervoso, tal como sucede hoje, regista os valores mais altos de sempre nos batimentos cardíacos e a pressão arterial está também acima do normal!
- Mas nesta altura do ano não há futebol, não há muita razão para eu estar assim... Tem cura?
- Exactamente por isso é que o sistema nervoso está alterado, é uma espécie de ressaca, sentes a falta de algo a que estavas habituado e a ânsia de estar a chegar a altura em tudo vai voltar ao normal está-se a apoderar do inconsciente! Não tem cura, a medicina não consegue fazer nada, porque é algo que nasce dentro de si, lhe corre o corpo pelo sangue, e que guarda no coração! A medicina é inútil na luta contra um amor verdadeiro a um clube...
- Mas posso fazer algo?
- No entanto pode sempre atenuar estes efeitos...
- Como?
- Para começar, deixe de ler a imprensa desportiva que o bombardeia todos os dias com notícias falsas e sem fundamento, cujo único objectivo, é a venda daqueles pedaços de papel coloridos, na maior parte das vezes, com mentiras ou simplesmente suposições, que saltaram á ideia do jornalista sem mais nem menos... Aceite apenas as notícias publicadas no site do Sporting Clube de Braga, pois apenas essas são verdadeiras e não são contraditórias, tudo o resto veja como mera especulação! Depois pode sempre começar a preparar a nova época...
- Preparar a nova época? Eu? Como?
- Como é do conhecimento geral, está a decorrer a renovação das cadeiras no EMB para a nova temporada, não perca mais tempo, e renove já a sua... Terá melhoras rápidas e significativas...

Fiquei espantado com o método, não há cá medicamentos caros nem idas à farmácia, apenas uma simples mas muito valiosa cadeira cinza que me faz afirmar com toda a convicção: comprar cadeira faz bem à saúde... Braguista!
Superbraga

8 comentários:

rui disse...

É caso para dizer que felizmente padeço desta doença hereditária eh!eh!eh!

Spicka disse...

Olá! Tenho andado muito ocupado com os exames e não tenho vindo aqui. Mas hoje "fiz o último" e voltei à blogosfera :)

Agora que aqui cheguei notei que isto está muito diferente desde a última vez que cá vim (24 de Maio): quase só leio copy - paste. Que se passa com vocês? Pastelice? :P

Abraços!

Francisco Rodrigues disse...

Tens que ler o blogue com mais atenção Spicka, porque aqui há de tudo. Deves estar cansado dos exames. ;)

Spicka disse...

Não são só os exames, embora ajudem. Eu gosto mesmo é de provocar! :D

Grande abraço!
Vemo-nos em Guimarães dia 30?

koolricky disse...

Um texto muito bom, que transmite muito bem a alma braguista. Pediram autorização ao autor? Neste mundo da litigância é preciso ter cuidado!

rui disse...

Ricardo,tens toda a razão,mas acho que não haverá problema, este texto foi retirado do fórum superbraga

Francisco Rodrigues disse...

Spicka, em relação ao encontro blogminho em Guimarães, ainda estou a ponderar se devo ir ou não. No dia 2 de Julho tenho o meu último exame na universidade, da última cadeira e, como tal, é demasiado decisivo. Tenho que ver como as coisas correm. A minha vontade, decididamente é de ir, mas.... não está fácil. A ver vamos.

Nemec disse...

koolricky o texto tá autorizado ;)

obrigado pela divulgação do texto Rui!

abraços!