26 agosto 2007

Oremos (II)


Este ano subiu à Liga Vitalis um clube de terra santa, com nome de virgem e presidido por um padre. Não escondem, com toda a legitimidade, que querem subir à bwin Liga. O futebol em Portugal é, no mínimo desconcertante, e não pára de surpreender.

6 comentários:

pedro disse...

E qual é o problema? Têm tanto direito como os outros, não? Desde que cumpram as regras e a lei..

Não me parece que façam frente ao Braga!

NA disse...

Bonito bonito, sera no momento de insulto ao árbito... Estou a ver o presidente do clube amarrado as redes a fazer a cena que se repete todos os fins de semana num campo de futebol...

Quanto ao nome também achei interessante... Virgem...

koolricky disse...

Meus amigos:

Ha um clube controlado durante muito tempo por um Monsenhor (que presentemente faz parte da assembleia geral do clube) que esta ha muito tempo na primeira divisao. Se isso e mau ou bom e discutivel. Como diz o pedro, se fizerem tudo bem feito, sejam benvindos.

Francisco Rodrigues disse...

E tal como eu disse, havendo legitimidade não há mal nenhum. Apenas achei esta situação peculiar. Boa sorte ao Fátima.

Anónimo disse...

Koolricky, em bom português escreve-se "bem-vindo" e não "benvindo".
Benvindo(a) é nome próprio, embora ache que cada vez menos pais castigam os filhos com esses nomes ;)
Ana Matias

koolricky disse...

Obrigado pela correcção Ana.