21 janeiro 2008

Estádio 1º de Maio


Este post fala sobre a possibilidade de o Estádio 1º de Maio "alojar" uma equipa de râguebi, entre outros desportos e colectividades, bem como o aproveitamento de toda a zona envolvente, na qual se inclui, o actualmente abandonado, Parque da Ponte.

6 comentários:

Anónimo disse...

Depois de ter treinado num campo pelado, sem dúvida que seria uma melhoria. É pena que CMB não tenha tido visão para aproveitar, na altura certa, o projecto SCRUM.

osso disse...

seria muito bom para o desenvolvimento do rugby, principalmente na região Norte onde o CDUP parece ser alma solitária, sofrendo um pouco devido a este isolamento.

A História não se apaga disse...

Homem morto é defunto
Prato partido é caco
perna de porco é presunto
Olho do cú é buraco

A história não se apaga. O parque da ponte está maltratado; tem um pavilhão herrendo para o maior clube do hand-ball nacional (palavra de portista) e o velhinho 28 de Maio. O 1.º de Maio aqui na zona comemora-se em Guimarães. Chega-se ao dito parque através da Av. Marechal Gomes da Costa (em Lisboa e Porto cidades com um histórico de luta bem diferente do de Braga é assim que se chama ainda hoje a Avenida).

A história não se reescreve!

Gótico disse...

Osso, cá no norte também existe o CRAV, Clube de Raguebi dos Arcos de Valdevez.

koolricky disse...

Gostaria de ver em Braga um projecto solido que apoiasse o ragueby. Mas isso so sera possivel com o bicho percursor numa escola, tal como aconteceu com o Voleibol feminino. Esperemos que tal aconteca!

Gótico disse...

Da mesma forma que o SCBraga em futsal se associou à Universidade do Minho, também se poderia associar no râguebi.